Micose: O que é? Como prevenir? Sintomas? Remédios e tratamentos!

0
1484

Hoje vamos falar sobre um das doenças mais fáceis de acontecer em qualquer pessoa, pelas mais variadas causas: a micose. Por mais simples que ela seja e que seja fácil de tratar, é importante dar a devida atenção para saber como identificar e como tratar.

Micose

Para te ajudar com as essas informações sobre micose, preparamos o texto a seguir:

O que é micose?

A micose é um tipo de doença em forma de infecção causada pela ação de fungos no corpo, podendo ser na pele, no couro cabeludo, nas unhas ou a virilha.

Nós convivemos naturalmente com vários fungos em nosso organismo, sem causar qualquer malefício à saúde, mas se houver reprodução exagerada entre eles, tendem a surgir doenças em nosso organismo, como é o caso da micose, em que tais seres se alimentam da queratina presente na nossa pele, causando os danos físicos.

Várias condições favorecem essa proliferação rápida e descontrolada desses fungos, como calor excessivo, umidade, baixa imunidade, reações de medicamentos, dentre outros fatores.

Sintomas da micose

Cada tipo de micose tem seus sintomas específicos, mas no geral, a micose apresenta as seguintes características:

  • Manchas brancas ou avermelhadas em determinada região do corpo;
  • Alguns tipos causam coceira intensa;
  • As lesões podem ter bordas bem evidentes e contornadas;
  • As lesões podem criar uma camada de crosta por cima;
  • Dependendo da área do corpo, pode causar muito incômodo, como dores, fissuras e limitação de movimentos.

Regiões afetadas mais comuns

  • Áreas de dobras que facilitam a reprodução entre os fungos: Axilas, virilha e espaços entre os dedos dos pés e da mãos;
  • Pés e mãos;
  • Unhas;
  • Couro cabeludo.

Transmissão de micose

A micose é contagiosa sim, sendo inclusive muito fácil de ser transmitida. Se uma pessoa pega ou não, com mais facilidade ou não, isso depende diretamente de como está seu sistema imunológico, o qual pode combater o fungo logo no menor sinal de contato.

A transmissão pode acontecer através do uso de roupas e toalhas de uma pessoa infectada, ou ainda com o contato direto no piso ao andar descalço em lugares úmidos, como ginásios, vestiários e chuveiros.

Tipos de micose

– Pitiríase Versicolor: Também chamado de pano branco, este tipo de micose apresentam manchas brancas ou rosadas na pele que criam escamas.

Os locais mais comuns em que aparecem são nos braços, tronco, pescoço e rosto, e ocorrem mais em adolescentes, principalmente por conta de pele oleosa.

Pitiríase Versicolor

– Tinhas: Esse tipo de micose tem uma aparência mais avermelhada nas escamas, com bordas mais aparentes e coçam bastante.

É o famoso “pé-de-atleta” quando atinge os pés, mas também podem afetar qualquer outra região do corpo, como por exemplo no couro cabeludo, que é bem comum nas crianças.

Tinhas

– Onicomicoses: É o tipo de micose que afeta as unhas, sejam dos pés ou das mãos. Quando em estágio avançado, a unha muda de cor, de forma, fica com estrutura mais grossa e espessa, e tende a se descolar da pele.

Quem tem bastante atenção às unhas pode notar que começa com um manchinha clarinha pequena e pode se expandir para uma infecção feia e dolorosa.

Onicomicoses

Tratamentos para micose

Micose na unha

Quando a micose ocorre nas unhas, a tendência é o local amarelar, ficar deformado e mais grosso.

Os tratamentos indicados para esses casos são remédios antifúngicos via oral, para tratar o problema de dentro para fora; como também aplicação de esmaltes antifúngicos diretamente na unha infectada; o dermatologista também pode indicar produtos naturais para o tratamento.

Em casos muito graves da infecção, como consequência de uma maior período sem tratamento, o médico pode solicitar a remoção da unha.

Nesse meio tempo de tratamento, deve-se evitar usar sapatos fechados e apertados, usar meias de algodão, lavar bem e secar entre os dedos e nunca compartilhar seus materiais de manicure ou pedicure com ninguém.

Micose na pele no geral

Para a micose na pele, o dermatologista pode sugerir cremes, loções, sabonetes, pomadas e outras soluções para aplicação direta, com os mais variados ativos; até mesmo em forma de shampoo, para casos de micose no couro cabeludo.

O tratamento costuma durar no máximo 1 mês. Primeiro o médico indica as loções tópicas, somente depois parte para tratamentos com remédios orais.

Micose na virilha

Na maioria dos casos, a micose na virilha é tratada com o uso direto de pomadas antifúngicas. Primeiro o médico indica as loções tópicas, somente depois parte para tratamentos com remédios orais.

Pomadas e remédios para micose

As pomadas mais indicadas para micose contêm algum dos seguintes ativos:

  • Terbinafina, Naftifina, Cetoconazol, Miconazol, Tioconazol, Clotriomazol, Oxiconazol, dentre outros.

Os remédios via oral pode ser destinados a combater e matar os fungos pelo organismo, não somente na área da micose, como também podem ser de efeitos corticoides e anti-inflamatórios. São alguns:

  • Betametasona, Candicort, Cetoconazol oral, Canesten, Clotren, Decadron, Fluconazol, Fungirox, Icaden, Prednisolona, dentre outros.

Por mais que vários desses remédios e pomadas possam ser vendidos sem receita médica, é ideal ter uma orientação médica antes de comprar qualquer um, pois o médico vai analisar seu tipo de micose e sabe qual a melhor opção para um tratamento rápido e tranquilo.  

Como prevenir micose?

Além de manter a saúde em dia para garantir um sistema imunológico fortalecido, através da boa alimentação e um estilo de vida saudável, simples cuidados diários podem te livrar dos incômodos da micose. São eles:

  • Mantenha a casa sempre limpa e higienizada, principalmente nos locais onde você passa maior parte do dia e também em áreas de banho e alimentação;
  • Mantenha o higiene pessoal também, estando sempre limpo e com o corpo seco; se pegar alguma chuva, assim que puder já tire a roupa úmida e se enxugue; também não calce sapatos ou vista luvas com o corpo úmido, sempre se seque antes; não crie um ambiente perfeito para a ação dos fungos;
  • Evite o máximo andar descalço, principalmente em pisos públicos e úmidos, em áreas compartilhadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here