Cicatriz: Tratamentos, acne, queloide, cesárea e mais!

0
71

Hoje vamos falar das marquinhas resultantes de processos de recuperação na pele, as cicatrizes. Saiba por quê elas surgem, os tipos existentes e tratamentos indicados para cada um deles.

Cicatriz

O que são cicatrizes?

Uma cicatriz nada mais é que a formação de um novo tecido na pele resultando de um processo de cura, desde um pequeno machucado a uma cirurgia mais complexa.

Dependendo do tipo de lesão, às vezes nem ficam cicatrizes evidentes, garantindo uma pele bem recuperada; mas em casos de incisões em cirurgia ou machucados profundos, é quase impossível não gerar alguma cicatriz.

Causas das cicatrizes

A cicatriz é uma forma natural do corpo de fechar alguma lesão, mas nem sempre essa recuperação é perfeita, como no caso da nossa epiderme.

Sendo assim, de acordo com a profundidade ou complexidade da lesão, nasce uma superfície diferenciada do resto da pele na cicatrização, seja com cor ou relevo diferente.

Quais os tipos de cicatrizes?

Os tipos de cicatrizes são classificados de acordo com o nível de recuperação do organismo para fazer a sutura da lesão. São elas:

– Cicatriz normotrófica: Quando a cicatrização da área é perfeita, deixando a área da lesão igual à pele antes de sofrer o ferimento.

Cicatriz normotrófica

– Cicatriz atrófica: Acontece quando há perda de tecido na epiderme, gerando uma cicatrização rebaixada na pele.

Cicatriz atrófica

– Cicatriz hipertrófica: No processo de cicatrização, o organismo tenta reequilibrar a quantidade e organização de colágeno na pele; caso ocorra uma produção maior do que o necessário, cria-se uma cicatriz volumosa; pode apresentar vermelhidão, coceira e elevação da pele, mas não invale a pele ao redor da cicatriz.  

Cicatriz hipertrófica

– Brida cicatricial: Tipo de cicatriz que surge na recuperação de lesões nas articulações, de modo a limitar movimentos e funções básicas.

– Cicatriz de queloide: A quelóide também é relativa à desordem de colágeno na recuperação da pele, no entanto esse tipo de cicatriz ultrapassa os limites do ferimento de início; sua tendência é sempre crescer e aumentar com o passar do tempo. Além dos sintomas já descritos, pode apresentar dor na região. Veja como tirar quelóide!

Cicatriz de queloide

Cicatriz de cesárea

No parto cesáreo é feita uma aberta na região inferior do abdômen da mulher para a retirada do bebê.

Essa abertura é profunda, portanto tem uma cicatrização muito lenta e merece muita atenção, desde evitar riscos de infecção a todo o repouso necessário para a mãe ter uma recuperação rápida e saudável.

Cicatriz de cesárea

O tempo de recuperação da cicatriz da cesárea varia muito, de mulher pra mulher; no geral, os médicos pedem um período de resguardo de 40 dias e a cicatrização completa pode levar de 6 a 12 meses.

Quem tem tendência ou experiência anterior com queloides ou outras complicações com cicatrizes, deve comunicar isso ao médico antes da decisão de ser parto cesáreo; e também depois do parto é necessário acompanhamento médico para evitar que a cicatriz nasça e cresça além dos limites.

Fique atenta se a área está muito vermelha ou inflamada ao redor do corte, se a pele está quente, se o corte não está seco, se está tendo algum tipo de secreção, além de dores e ardência na área da cicatrização; caso temha algum desses sinais, procure um médico com urgência.

Cicatriz de acne

Com a presença de cravos, espinhas e demais lesões inflamadas, a acne representa um tipo deformação na pele, principalmente nas mais sensíveis. Quanto mais inflamada a região da acne, maior é a tendência de haver cicatrizes.

Cicatriz de acne

A maioria das cicatrizes de acne são atróficas, ou seja, formam depressões na pele, mas também há casos de elevações, com as cicatrizes hipertróficas.

Alguns dos motivos que intensificam a formação das cicatrizes de acne é não tratar a acne, espremer espinhas e também fatores genéticos.

Com base na análise de um dermatologista, ele pode indicar procedimentos como laser, peelings químicos, técnicas preenchedoras, dentre outros, dos simples aos mais complexos.

Estrias são cicatrizes?

Sim, estrias são cicatrizes na pele. Elas podem ser lineares e atróficas, caracterizadas pela diminuição da espessura da pele, o que causa também alteração na coloração local.

Estrias

Elas surgem quando as fibras da firmeza e elasticidade da pele, que são fibras de colágeno e elastina, se rompem, causando a formação das cicatrizes.

Esse rompimento pode ser causado pelo efeito sanfona (perda ou ganho de peso de forma brusca ou em um período curto de tempo), como também alterações hormonais no organismo da pessoa, causando grande incômodo estético na maioria das vezes. Os tratamentos podem envolver ácidos, peelings, dermoabrasão, laser e outros.

Maneiras de como diminuir a cicatriz

Cicatriz recente:

  • Mantenha coberta com um curativo ou atadura;
  • Procure manter a área sempre hidratada, para evitar ressecamento e crostas;
  • Sem machucar, aplique pressão sobre o corte para evitar que o colágeno cresça em excesso e faça massagens para auxiliar na boa circulação sanguínea local;

Todos os tipos:

  • Fique longe do sol, pois a radiação solar afeta na qualidade da cicatrização e também na cor da cicatriz;
  • Use esfoliante para remover peles mortas e suavizar a área da cicatriz;
  • Aplique silicone em gel ou folhas na cicatriz, pois ajuda a clarear e deixar mais plana;
  • Experimente produtos e procedimentos estéticos indicados pelo médico (veremos abaixo).

4 tratamentos para cicatriz

– Pomadas para cicatriz: Existem variados produtos estéticos no mercado contendo ácidos leves ou mais abrasivos destinados à redução de cicatrizes. Podem ser em forma de pomadas, cremes, loções, etc. Informe-se com seu médico sobre qual ativo é melhor para seu tipo de cicatriz.

– Laser para cicatriz: Nesse tipo de tratamento, é utilizado um laser em forma de luz bem na área da cicatriz. Dentre os efeitos que ele proporciona é redução na vermelhidão da área e inflamações ao redor, e também podem torná-la mais plana, de acordo com as sessões feitas.

– Dermoabrasão: Também chamado de peeling de cristal, a dermoabrasão é outra técnica  que faz um tipo de lixamento para tornar a cicatriz mais lisa, removendo a parte mais superficial. Você também pode se informar com o médico sobre outros tipos de peelings químicos, de acordo com seu tipo de cicatriz.

– Cirurgia de remoção: Seu médico também pode indicar a remoção cirúrgica de cicatrizes que fugiram do controle, como as queloides. O objetivo é suavizar, encurtar, disfarçar e recuperar a pele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here